PRÉDIO QUE DEVERIA CAIR COM IMPLOSÃO CONTINUA DE PÉ EM SÃO PAULO

A operação de implosão do Edifício Moinho, no Bom Retiro, na região central de São Paulo, foi realizada às 17h34 deste domingo (1º). Após a operação, uma parte do prédio permaneceu de pé.  A implosão durou oito segundos. Foram colocados 800 quilos de dinamite em 2,2 mil furos de 260 pilares, no térreo e no primeiro andar.

http://www.youtube.com/get_player
O prédio teve suas estruturas comprometidas após um incêndio na Favela do Moinho no dia 22 de dezembro. Desde então, a circulação dos trens da CPTM está interrompida no trecho.



O prefeito Gilberto Kassab  (PSD) disse em entrevista na noite deste domingo que não esperava ver o prédio no chão. Ele afirmou que os objetivos foram atingidos e que os trens poderão voltar a circular.

“A avaliação foi positiva. Os objetivos foram atingidos. A circulação dos passageiros e do transporte de cargas será restabelecida e esse era o principal objetivo”, afirmou Kassab. 
Segundo a Prefeitura de São Paulo, o transporte de passageiros será restabelecido na terça-feira e o transporte de cargas na quinta-feira, com possibilidade de antecipação.
Prédios localizados no raio de 500 metros do local da implosão tiveram de ser desocupados duas horas antes. Os moradores só poderão voltar aos imóveis depois de meia hora da implosão.
Desde as 15h deste domingo, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) monitora o trânsito na região do Bom Retiro. Foram feitos bloqueios na região da favela, entre a linha da CPTM e as imediações da Rua Anhaia, Rua Silva Pinto e Alameda Eduardo Prado.
O edifício estava desocupado há mais de 30 anos. A estrutura é antiga e, segundo a Defesa Civil, ficou comprometida depois do incêndio. Por causa do risco de desabamento, a circulação dos trens que passam por lá está interrompida.
Quem usa as linhas 7-Rubi e 8-Diamante devem ter atenção: a partir de segunda-feira, entre 4h e 5h, horário em que o Metrô ainda não está funcionando, a CPTM vai disponibilizar ônibus gratuitos nas estações Barra Funda e Júlio Prestes. Serão duas linhas – uma vai ligar a Barra Funda à Luz e a outra a estação Júlio Prestes à Barra Funda.
A Prefeitura diz que o trabalho de limpeza do entulho começa logo depois da implosão e que as linhas da CPTM devem ser liberadas para circular no trecho até terça-feira (3).


INFO: G1.COM
Anúncios
por Ágora BR. Postado em BIZARRO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s