ACIDENTE ENTRE OS MUNICIPIOS DE PEDRINHA E RIACHÃO DEIXA PELO MENO UM MORTO

bb_bid = “1628287”; bb_lang = “pt-BR”; bb_keywords = ” ‘names’))); ?>”; bb_name = “custom”; bb_limit = “7”; bb_format = “bbc”;


Caminhão e Monza: colisão frontal (Fotos: Cássia Santana / Portal Infonet)
O carpinteiro José Batista, 47, morreu na manhã desta terça-feira, 16, em acidente de trânsito ocorrido na Rodovia Estadual SE 285, que interliga os municípios de Riachão do Dantas e Pedrinhas, a 94 quilômetros de Aracaju. No primeiro momento, até o cabo Fábio Santana, da Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRv), acreditou que teria ocorrido uma colisão traseira entre os dois veículos envolvidos no acidente, mas, depois que ele aprofundou a apuração, constatou que se tratava de uma colisão frontal entre o Caminhão de placa MMZ 7393, licença de Canindé do São Francisco/SE, e o Monza de placa BFP 0800, licença de Indiaroba/SE.
O carpinteiro José Batista dirigia o Monza. No caminhão, estava o proprietário do veículo, Adilson Pereira dos Santos, que sofreu ferimentos leves, e o motorista por ele contratado, conhecido como Perna Santa, que teria fugido do local após o acidente. “É a primeira vez que a gente faz a viagem”, diz o proprietário do caminhão. Ele informa que vinha de Carira com destino ao município de Rio Real, Estado da Bahia, para abastecer o caminhão com laranja e levar o carregamento até o município de Campo Grande, na Paraíba, tendo Perna Santa como motorista.
Nas imediações da Fazenda Bonfim, no povoado Campestre, entre os municípios de Pedrinhas e Riachão do Dantas, o motorista Perna Santa teria se surpreendido com o Monza que estava, segundo o proprietário do caminhão, na contramão de direção. Na colisão, o Monza rodopiou e ambos os veículos foram parar no matagal, em posição que induz a acreditar que teria ocorrido uma colisão traseira, apesar dos danos verificados na frente de ambos os veículos.
Ameaça de explosão

Botijões usados como combustível: ameaça de explosão
Uma turma do Corpo de Bombeiros que atua em Tobias Barreto chegou ao local logo cedo e retirou o corpo do carpinteiro que estava preso entre o volante e o banco do Monza e constatou que havia dois botijões de gás de cozinha no porta-malas do veículo, utilizados como combustível do veículo. Segundo o cabo Fábio Santana, um dos botijões apresentou ameaça de explosão, mas os riscos foram controlados pelo Corpo de Bombeiros.
De acordo com informações de familiares, o carpinteiro José Batista saiu ainda na madrugada de Pedrinhas com destino à cidade de Olindina, no Estado da Bahia, onde iria fazer um trabalho para um de seus clientes. Ninguém sabe o que efetivamente aconteceu com o motorista do Monza para que ele perdesse o controle do veículo, numa pista tão pouco movimentada. Os veículos foram guinchados e encaminhados para o pátio da CPRv no município de Lagarto.
Homicídio
O Instituto Médico Legal (IML) também recepcionou os corpos de duas outras pessoas. Antonio Rodrigues de Souza, 58, foi assassinado a tiros na cidade de Itabaiana. O crime aconteceu nesta segunda-feira, 15, em circunstâncias ainda não reveladas, próximo ao Colégio Benedito Figueiredo, segundo informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública.
Em Nossa Senhora do Socorro, Jorge Henrique Santana do Nascimento morreu eletrocutado. De acordo com o primeiro levantamento da Polícia, Jorge Henrique estava fixando uma bica em sua residência, no Conjunto Marcos Freire II e acabou surpreendido com uma descarga elétrica, supostamente proveniente do contato do material da bica com a fiação da Energisa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s