A TRADIÇÃO NO SÃO JOÃO E A MODERNIDADE PODEM COEXISTIR?

Festas juninas, festa de São João ou festas dos santos populares são celebrações que acontecem em vários países historicamente relacionadas com a festa pagã do solstício de verão, que era celebrada no dia 24 de junho, segundo o calendário Juliano (pré-gregoriano) e cristianizada na Idade Média como “festa de São João”.
Além desses atributos, as festas juninas também como conhecemos no atualmente ( antes chamadas de joaninas em relação direta ao santo católico são João ) era a celebração da colheita principalmente na região nordeste do Brasil onde os sertanejos agricultores se reuniam ao som de instrumentos como caixas, triângulos, cavaquinhos e sanfonas ( incorporada pelos italianos )com a tradicional musica do forró e mais tarde o xaxado e o baião do mestre Luiz Gonzaga.
Esse é o são João tradicional, do tempo em que só precisávamos de uma sanfona, um zabumba e um triângulo e algumas lamparinas ( candeeiros ) acesos para se ter um festança.
Mais o tempo passa, as coisas mudam e o tradicional já não é mais suficiente para proporcionar uma boa diversão. E ai veio à modernidade.
A sanfona, o triângulo e o zabumba continuam mais agora eles não são mais as estrelas das musicas que embalam os festejos, ganharam a companhia de guitarras, contrabaixos, saxofones, trombones, trompetes e teclados que gritam  aos ventos as notas musicais que nem de longe é forro pé de serra.

Ainda posso dizer que nesse momento artistas como Luiz Gonzaga, Marinéz,  Zé do fole entre outros mestres do bom e velho forró seriam as atrações secundaria ou talvez terciarias nas grandes festas e abririam shows de bandas como: calcinha preta, aviões do forró, cavaleiros do forró ( que na minha humilde opinião ainda é uma das que escapa ), entre outras tantas que formam hoje o panteão das artes forrorificas. Mas para não ser de todo uma desgraça, ainda hoje existem defensores da autentica boa musica e que  nós enchem de orgulho  de ser nordestinos e matutos como é o caso de Dominguinhos, Elba ramalho, Zé Ramalho, Alceu Valença, Flavio José entre outros mais que são minoria.
Mais falando sobre esses cantores e bandas, estamos levando em conta o fato de que a musica oficial e tradicional é o forró, mais nos dias de hoje é muito comum encontrar mos festas regadas a arrocha (que diga se de passagem é muito ruim). E nesses casos a coisa é ainda pior.
Os palcos antes de chão de terra batida e iluminados por lamparinas e candeeiros, deram lugar a enormes estruturas de alumínio, lonas e iluminados por centenas de lâmpadas e refletores coloridos e canhões de lazeres e que somados as caixas de som, chegam a acumular toneladas de equipamentos, tudo isso para as mega atrações se apresentarem.
E a boa velha fogueira coitada, virou cenografia à base de papel celofane, isopor e lâmpadas elétricas para dar cor com um ventilador para dar a idéia de movimento.

VEJAM E RECORDEM       ERA MELHOR NESSE TEMPO
OU ESSE É MELHOR?    ESSE É O FORRÓ DE HOJE

Não se sente mais o cheiro da fumaça da fogueira queimar, o milho a estourar na brasa e as comidas antes típicas, hoje apenas enfeitam o cenário e servem como mercadoria e comercio de especiarias.

Forró, xaxado e baião embalavam a moçada que formavam as quadrilhas juninas que divertia e animava as noites do são João mais tudo isso acabou, ficou só no passado. Essas quadrilhas hoje parecem mais escolas de samba, não pelo colorido do carnaval que até se assemelham, mais pela forma das apresentações que hoje são feitos como desfiles e competição, e nesses termos, se diverte mais que ganha o concurso, e para competir é necessário altos investimentos, muitos donos ( Ops: patrocinadores ) e elenco selecionado, o que extingue a chance de abertura a todos.
Mais queremos saber uma coisa: a tradição e a modernidade podem coexistir?
Resposta: no mesmo modulo de tempo talvez sim com os devidos ajustes, mais no mesmo espaço, eu receio que seja difícil. E quem perde com tudo isso é a boa cultura do nosso país que não consegue se mostrar ante tanta manifestação de cultura popularizada pelas grandes mídias.
E você, qual a sua opinião sobre esse assunto? Comente e aproveite para responder a enquete na coluna do site.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s