A REAL CONDIÇÃO DOS PROFESSORES DE SERGIPE

VIA E-SERGIPE
Nos últimos quatro anos, os professores tiveram ganhos bem acima da inflação. O Governo recuperou as perdas de governos anteriores e ofereceu ainda melhores condições para os professores. Além disso, Sergipe foi o primeiro Estado do Nordeste a pagar o Piso Nacional do Magistério aos seus professores, colocando-os entre os mais bem pagos do país.

O resultado dessa política consistente de valorização do professor pode ser vista no slide abaixo, que mostra como professores chegaram a ter aumentos de mais de 300% nesses últimos anos.

O mais importante, no entanto, é que tudo isso foi conquistado através do diálogo, do respeito aos interesses e possibilidades do Governo e dos professores. Reconhecendo a importância desse diálogo entre movimentos sociais e poder público, um compromisso estabelecido desde o início, o Governo criou a Subsecretaria de Articulação com os Movimentos Sindicais, comandada pelo secretário Chico Buchinho.

Agora o Governo está tentando ampliar ainda mais os direitos e vantagens dos professores, atendendo às suas reivindicações e pagando o novo reajuste do Piso Nacional do Magistério.

Por causa das dificuldades financeiras que o Estado vem enfrentando – como de resto todos os Estados do país –, em decorrência da crise econômica que desde 2008 assola o mundo inteiro, o Governo estabeleceu também um calendário de pagamento do reajuste.

O Governo propôs o pagamento integral do reajuste de 15,86% para todos os professores. Para o nível I, o pagamento do reajuste seria integral já a partir da folha do mês de maio, e o retroativo acumulado de janeiro a abril também seria pago integralmente. Para os demais níveis (do II ao V), seria pago 5,7% em maio, e mais 10,16% a partir do mês de setembro. Ainda para os níveis de II a V, o pagamento do retroativo da revisão do piso de janeiro a abril de 2011 seria honrado a partir de janeiro de 2012, em 12 parcelas. Como se vê, uma proposta que atendia o reajuste reivindicado pelo sindicato, corrigia o piso e preservava a carreira do magistério.

A proposta do Governo ia ainda mais além. Incluía também a reabertura da discussão, com o magistério, sobre a gestão democrática para eleição dos diretores de escolas, para que seja elaborado um projeto de lei a ser remetido na reabertura dos trabalhos legislativos no segundo semestre de 2011.

O mais importante é que, pela proposta do Governo, nenhum professor sofrerá qualquer tipo de perda, e terá respeitados todos os seus direitos. O Governo quer pagar, integralmente, o reajuste do Piso. A elaboração do calendário de pagamento é a forma encontrada para cumprir esse compromisso assumido com todos os professores, adequando-o às possibilidades da Fazenda estadual.

No entanto, o Sintese rejeitou sumariamente a proposta, sem maiores considerações, recusando o diálogo e demonstrando não ter intenção de chegar a um acordo. Em vez disso, está realizando uma campanha insidiosa não apenas contra o Governo, mas também contra a pessoa do Governador Marcelo Déda, procurando o conflito.

O Governo, no entanto, quer continuar o diálogo. Está enviando à Assembleia uma nova proposta, garantindo o reajuste inicial para o grupo I, ao mesmo tempo em que mantém abertos os canais de negociação. Porque não basta falar ou bater pé: é preciso conversar, entender as necessidades e as possibilidades de cada um.

O impasse causado pela recusa do Sintese em dialogar já está deixando milhares de alunos da rede pública estadual sem aula neste momento. E é justamente isso que o Governo está tentando evitar: o grande prejuízo à sociedade que atitudes como como essa podem causar.

O nome disso é compromisso com Sergipe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s